Artigos, SSDs e armazenamento

[Review] SSD Kingston UV500 960GB

Fala pessoal, beleza?

Nesse review vou testar um SSD da linha de UV500 da Kingston, que oferece modelos com capacidades que vão desde os 120GB até os 1.92TB, diferentes formatos que vão desde o SATA 2.5”, passando pelo M.2 e por fim chegando ao mSATA. A unidade que tenho em mãos é um SSD SATA 2.5” de 960GB.

O SSD vem em uma embalagem estilo “blister” com um impresso em papelão que trás as informações básicas como a capacidade/interface usada de forma clara, sendo suficientemente robusta para proteger o SSD contra os possíveis maus tratos do transporte. Esse modelo não acompanha nenhum extra ou acessório além do próprio SSD.

A Kingston optou por utilizar um chassis metálico com a sua marca em alto relevo e decidiu por utilizar parafusos torx security para a fixação da carcaça. Infelizmente, seja pelo fato da Kingston ter colocado o lacre de garantia em um dos parafusos implicando em perda da garantia caso venha a tentar remove-lo ou mesmo por dificuldades para encontrar uma chave torx security compatível, dessa vez irei ficar devendo as fotos do SSD aberto. 😦

No que diz respeito a controladora utilizada, toda linha UV500 utiliza a Marvell 88SS1074, que é uma controladora SATA com suporte a DRAM Cache e memórias 3D TLC. Segundo a Kingston, o chip de RAM Cache utilizado é DDR3L 1600MHz e as memórias NAND utilizadas são 3D TLC com densidade de 64MB por die, ambas “remarcadas” como Kingston.

Uma característica que é particular a essa linha UV500 é a sua compatibilidade com criptografia AES de 256 bits por hardware, além da especificação TCG Opal 2.0, que permite especificar os usuários que terão acesso à unidade. Antes esses recursos costumavam ser restritos aos SSDs dedicadas ao mercado corporativo, porém, a Kingston resolveu ativar essas funcionalidades na linha UV500 e por isso é necessário esclarecer que a criptografia por hardware é invisível ao usuário final e também não trás nenhum impacto para o desempenho da unidade, entretanto, para utilizar o TCG Opal 2.0 é necessário ter uma placa-mãe que tenha o recurso implementado na UEFI, algo que não costuma ser o caso das placas voltadas a desktops, ou usar algum software para conseguir fazer a configuração.

E por fim, a garantia oferecida pelo fabricante é de 5 anos.

Especificações: https://www.kingston.com/br/ssd/uv500-solid-state-drive?Capacity=120GB&Form%20Factor=2.5%22&With%20Installation%20Kit=Drive%20Only

Configuração utilizada:

MOBO: ASUS ROG Crosshair VII Hero (UEFI 2501)

RAM: 2x8GB Crucial Ballistix Sport LT  “White” 3200CL16 (Obrigado Terabyteshop!)

GPU: NVIDIA RTX 2080 FE (Obrigado NVIDIA!)

PSU: Antec Quattro 1200W

COOLER: WC Custom

SSD: Kingston UV500 960GB (Obrigado Terabyteshop!)

Software: Windows 10 x64 1903, ATTO Disk Benchmark 4.00.0f2, Anvil Storage Utilities, AS SSD 2.0.6821.41776 e Crystalmark 6.0.2 x64.

Objetivo dos testes: Aferir o desempenho do SSD em diversos benchmarks que simulam diferentes condições de uso. Nesses testes, o SO está instalado no SSD, o que significa que os os resultados poderiam ser um pouco melhores caso tivesse instalado o SO em outro disco e passado o benchmark no SSD “zerado”, entretanto, a ideia aqui é apresentar resultados que sejam compatíveis com uma situação de uso real.

Antes de irmos aos resultados, cabe uma pequena explanação sobre a sua interpretação e o seu impacto no uso do sistema. 🙂

Os fabricantes de SSD de forma geral costumam rotular as especificações de seus SSDs usando escrita/leitura sequencial como parâmetro, entretanto, mesmo que você trabalhe com arquivos grandes, toda vez que você abre uma aplicação, o SO também acessa diversas DLLs que são necessárias para o funcionamento desse programa, sendo que essas DLLs costumam ser pequenas em tamanho e correspondem a leituras/escritas aleatórias em arquivos de até 16KB. Em outras palavras, se o seu uso para o PC for algo como navegar na internet, ouvir música ou mesmo jogar, deve-se prestar muita atenção nos resultados de leituras/escritas aleatórias até 16KB pois essa é a operação que você mais utiliza e portanto, com maior impacto no “uso real”.

Caso alguém tenha interesse em verificar em tempo real essas operações, sugiro utilizar o software DiskMon, que é uma ferramenta gratuita disponibilizada pela Microsoft que monitora essas operações e permite a gravação de log para posterior análise dos dados. Também recomendo a leitura desse excelente artigo do pessoal do thessdreview, que aborda justamente essa questão.

Mais explicações acerca dos testes conduzidos estão contidas nos textos que acompanham os resultados a seguir.

Resultados:

Primeiramente o ATTO Disk Benchmark que é o software que diversos fabricantes adotam como referência para rotular as taxas de leitura/escrita de seus SSDs pois o mesmo usa apenas dados compressíveis nos testes, o que explica as diferenças que costumam aparecer nos resultados em relação a outros benchmarks que usam dados aleatórios (compressíveis + incompressíveis) nas medições, sendo essa ultima uma situação mais próxima do uso real. As especificações dizem que esse modelo faz até 520MB/s de leitura e até 500MB/s de escrita, vejamos então:

Na prática o BX500 atingiu pico de 507MB/s de leitura e 510MB/s de escrita sequenciais, o que significa que ele fica bem próximo das especificações, apenas um pouquinho abaixo da leitura.

O próximo benchmark é o Crystalmark e rodei o mesmo usando a sua configuração padrão com arquivo de testes de 1GB. Diferentemente do ATTO, esse benchmark usa dados aleatórios, o que explica a diferença nos resultados entre as duas ferramentas. Também é importante frisar que os resultados aqui apresentados não são de todo comparáveis com as versões anteriores do Crystalmark, o que exige cautela na hora de se fazer comparações.

E aqui, o UV500 960GB excedeu as especificações nos testes de leitura/escrita sequenciais e também podemos ver os resultados para leitura/escrita blocos de até 4KB, onde ele obteve resultados bastante razoáveis, ainda que aquém dos números obtidos pelo Crucial BX300 120GB, que foi o SSD SATA com melhor desempenho que já passou por minhas mãos.

Uma nova adição para a suíte de benchmarks é o AS SSD, que se utiliza apenas de dados incompressíveis para os seus testes e por isso é tido como um dos benchmarks mais exigentes para dispositivos de armazenamento, uma espécie de “worst case scenario”.

E aqui, o UV500 960GB apresentou pontuação de 971 pontos, o que parece estar dentro do esperado para SSDs SATA com especificações semelhantes.

Agora no Anvil Storage Utilities, que é um benchmark que faz uma serie de testes de leitura/escrita e da os resultados em termos do IOPS (operações de entrada/saída por segundo), tempo de resposta, MB lidos/escritos, MB/s e uma pontuação geral que pode para ser comparado com outros SSDs. Ele também permite ajustar o tipo de dado a ser utilizado, sendo que o resultado abaixo se refere a configuração padrão do software (dados 100% incompressíveis e arquivo de testes de 1GB).

Nessas condições, o Kingston UV500 fez 4301.94 pts no total, o que novamente é um resultado bastante razoável dadas as especificações do modelo.

Conclusão:

O Kingston UV500 960GB entregou desempenho dentro do esperado para suas especificações, não sendo nenhum campeão nesse quesito mas também não fazendo feio. Os recursos de segurança integrados são um extra em relação aos concorrentes, ainda que para maioria dos usuários comuns, esses recursos não sejam lá muito relevantes e por fim, a garantia com o fabricante é de 5 anos, o que é algo acima da média dos 3 anos que é oferecida pela maioria dos concorrentes.

No tocante ao preço, no momento ele está fora de estoque nos nossos parceiros da Terabyteshop, entretanto, o último preço praticado para esse SSD foi de R$826,17, o que chega ser quase R$200 acima dos concorrentes com capacidade (960GB até 1TB) e especificações de desempenho semelhantes, portanto, a não ser que os diferenciais do UV500 sejam realmente relevantes para você, pode ser interessante dar uma olhada nas demais opções disponíveis no mercado por conta do preço.

E é isso! Dúvidas, perguntas e sugestões são bem-vindas! Até a próxima.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s