Overclock Extremo

Congelando o FX-4300 – Aos 7 GHz e além!

Algum tempo atrás, graças a um amigo que gentilmente "socializou" comigo o anúncio, pude comprar uma Crosshair V Formula-Z com um pequeno defeito, no caso, monitoramento incorreto das tensões, por um precinho bastante camarada, para quem não pegou essa época, essa é basicamente uma das melhores, senão a melhor, placa-mãe disponível para o socket AM3+ e os malfadados AMD FX, os predecessores dos AMD Ryzen... Continue lendo!

Fala pessoal, tudo certo?

Algum tempo atrás, graças a um amigo que gentilmente “socializou” comigo o anúncio, pude comprar uma Crosshair V Formula-Z com um pequeno defeito, no caso, monitoramento incorreto das tensões, por um precinho bastante camarada, para quem não é da época dessa placa, essa é basicamente uma das melhores, senão a melhor, placa-mãe disponível para o socket AM3+ e os malfadados AMD FX, os predecessores dos AMD Ryzen.

A ideia era bem simples, além de ter uma placa-mãe topo de linha para essa geração, também teria uma ótima placa para uso em overclock extremo, até melhor do que a M5A99X EVO R2.0 que usava até então, sendo assim, para testar se essa Crosshair estaria boa o suficiente para cair no LN2, fiz uma live com o intuito de “batizar” tanto a placa-mãe quanto um FX-8370 que havia recebido da AMD alguns anos atrás, mas que nunca havia sido testado dessa maneira, porém, o resultado foi um tremendo de um fiasco, com a máquina apresentando comportamento anômalo, similar a coldbug, na casa dos -120 °C, algo bastante raro para esses processadores, por isso, deixei a placa aqui até ter outra oportunidade para fazer o “tira-teima” e com isso, me certificar de quem foi o responsável por isso.

Contudo, ontem havia ainda um pouco de LN2 no dewar e um FX-4300 comprado no AliExpress por um precinho beeeem camarada, então pensei, porque não fazer um teste para ver se o problema era o 8370 ou a placa-mãe? Pois, foi exatamente isso que foi feito! 😀

FX-4300

Como foi possível ver logo na primeira foto da placa-mãe, o isolamento foi feito com plastidip, o qual juntamente a LET (Fita Isolante Liquida) na minha experiência estão entre as melhores formas de se isolar o hardware para uma sessão de overclock extremo, sempre dando conta do recado, ao menos considerando a aplicação correta desses produtos.

Vamos ao hardware utilizado!

CPU: AMD FX-4300

MOBO: ROG Crosshair V Formula-Z

VGA: GeForce GT210

RAM: 2x2GB G.Skill Flare 2000CL9

REFRIGERAÇÃO: SF3D Inflection Point + Nitrogênio Líquido + Pasta térmica GD900 (aqui tem coragem!)

STORAGE: SSD PNY Optima 60 GB

SO: Windows 7 x64 SP1

Objetivo dos testes: Atestar o funcionamento da Crosshair V Formula-Z usando refrigeração extrema (LN2) e em caso de um resultado positivo aqui, buscar resultados em alguns benchmarks com o FX-4300. Os detalhes de como foram conduzidos os testes e metodologia estão descritos no texto que acompanham os resultados.

Resultados:

Antes de tudo, nada como começarmos com boas notícias não é? E a primeira delas é que o problema do “coldbug” era com o FX-8370 e não com a Crosshair, o que é uma excelente notícia, afinal, CPUs antigos podem ser encontrados com muita facilidade, porém, o mesmo não pode ser dito a respeito das placas-mãe. Com o FX-4300, o comportamento encontrado foi exatamente aquele que se espera de um FX no LN2, ou seja, tudo funcionando 100% com temperaturas na casa dos -190 °C.

Dos detalhes da sessão, como não sabia se as coisas iriam dar certo e a Kingpin KPX já está chegando ao fim, tratei de montar o Inflection Point usando a GD900, o qual acabou funcionando bem nesse contexto, porém, cabe ressaltar que essa não é uma situação ótima e muito provavelmente ainda deve ter uns “megahertz” a mais nessa CPU por conta disso.

Sobre o FX, foi possivel completar alguns benchmarks com frequências que variaram entre os 6500MHz e os 7000MHz, o que é algo decente para esses processadores, especialmente para uma amostra aleatória do modelo mais simples da linha! O vcore utilizado ficou na casa dos 1.85V até 1.92V, o que é relativamente normal para esses modelos no LN2.

Surpreendentemente, conforme o “ranking” do HWBOT, esses foram bons resultados, ficando em 2.º lugar no R11.5/R15 e 3.º no wPrime 1.55 32m, o que são ótimos números, dadas as circunstâncias! Lembrando que o “ranking” em questão é o do próprio FX-4300, afinal, esse processador definitivamente não tem “músculos” para brigar em rankings globais, já que os resultados são bem modestos, comparáveis a um humilde Athlon 200GE com frequência na casa dos 4.6GHz.

Além desses benchmarks, também foi possível validar a frequência de 7427.22 MHz, o que é uma boa marca e provavelmente ainda não deve ser o limite desse chip, o qual eventualmente poderá ser revisitado no futuro.

Por fim, a tradicional galeria de fotos do hardware todo congelado, algo que nunca pode faltar em um post sobre overclock extremo! 🙂

Conclusão:

Felizmente a Crosshair V Formula-Z apresentou bom comportamento quando submetida a temperaturas extremamente baixas (LN2), provando que o problema de coldbug na sessão anterior foi obra do FX-8370, o que no final das contas, é uma boa notícia, afinal, encontrar CPUs a venda é muito mais fácil e barato do que placas-mãe “high-end” de época.

Sobre o FX-4300, foi muito bem para uma amostra aleatória e conseguiu completar os benchmarks com frequências entre 6500 e 7000MHz com tensão entre 1.85V e 1.92V, o que é normal para esses FX 32 nm. Sobre os resultados nos benchmarks, foi possível obter vários pódios no ranking do HWBOT, o que é excelente. Ainda foi possível validar 7427.22 MHz, o que é bom e muito provavelmente longe de ser o limite para esse chip, sendo talvez possível tirar pelo menos mais uns 100 MHz testando com mais carinho.

E por hoje é só! Dúvidas, críticas e sugestões são bem-vindas! Até a próxima!

Gostou desse artigo? Ele lhe foi útil? Contribua com o apoia-se da página para que seja possível continuar trazendo novos conteúdos aqui na The Overclocking Page!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: