Overclock Extremo

Ultima sessão de OC Extremo de 2017 – Resultados

Fala pessoal, beleza?

Com a idéia de fechar 2017 com chave de ouro no que diz respeito ao overclock, resolvi preparar uma ultima sessão de OC Extremo que ocorreu nessa ultima sexta-feira (29/12). A motivação veio de alguns testes no ar que fiz usando a HD6870 que a AMD gentilmente me cedeu e pelo resultado obtido no 3DMark11, percebi que poderia obter um resultado ainda mais promissor caso congelasse tudo.

Sendo assim, tratei de preparar a VGA (leia-se, vmods) de acordo com o excelente artigo dos nossos colegas do lab501.ro e partiu congelar tudo né? 😀

Para o isolamento da placa-mãe foi utilizada borracha limpa-tipo e papel toalha enquanto que para a VGA foi usado plastidip. Como podem verificar nas fotos abaixo, sou um “excelente” pintor/artista e por isso a placa ficou com esse aspecto de algo que foi vitima de vandalismo… Mas o que importa é, o isolamento feito assim funciona e é muito fácil de se aplicar. 🙂

Vamos aos resultados, tinha a disposição 2.5kg de gelo seco e a seguinte configuração foi utilizada para os testes:

CPU: Core i7 4770K

MOBO: GIGABYTE GA-Z97-D3H

RAM: 2x4GB Avexir Core Series MPower 2400CL10

VGA: AMD Radeon HD6870 (Obrigado AMD!)

PSU: Antec 1200W

Software: Windows 7 x64, 3DMark11 1.0.1, 3DMark05.

POT CPU: SF3D Inflection Point

POT GPU: K|ngp|n TEK-9 FAT

Da parte do CPU, foi possível atingir 5.5GHz Core / 5.3GHz Uncore com estabilidade para o 3dmark11 com 1.8V/2.1V (vcore/vccin) e 1.57V respectivamente, enquanto que para o 3DMark05 que é um benchmark que dispensa o CPU Test no cálculo do resultado final e nem usa mais de 2 cores, nesse foi possível desabilitar o HT e subir mais 100MHz no CPU mantendo as mesmas tensões acima mencionadas. A temperatura do CPU ficou na casa dos -52ºC durante toda a sessão, foi usado Phobya Liquid Metal entre o DIE e o IHS e Kryonaut entre o IHS e o POT.

As Avexir (Hynix BFR DS) rodaram o tempo todo @ 2800 11-14-14-28 1T + subtimings apertados com pouco mais de 1.7V, o que é excelente para esses chips e o esperado para esses reviewer samples premiados que a Avexir costumava fornecer em seus tempos áureos.

Já com relação a 6870, foi possível beirar os 1300MHz com GPU com cerca de 1.6V e pouco mais de 1120MHz nas memórias com cerca de 1.8V nas mesmas. Uma observação pertinente é que muito provavelmente esse não é o máximo possível para essa placa usando esse tipo de refrigeração e sim o máximo que consegui obter até acabar o gelo!

Sobre os benchmarks, os 3DMarks antigos são altamente dependentes de CPU e em tempos de 7700K beirando 7GHz, meu bom e velho 4770K sofre um pouquinho. Outro detalhe que a memória/controlador de memória da minha VGA em especifico não são exatamente o que eu posso chamar de bons e aparentemente isso causa algum gargalo e limita a performance em alguns benchmarks.

Dos resultados obtidos, o objetivo era tentar obter o ouro no 3DMark11 e voila! Consegui o bendito ouro valendo mais de 30 pontos no 3DMark11 e um 6º lugar no 3DMark05, como pode ser visto logo abaixo. Missão dada é missão cumprida hehe 😀

http://hwbot.org/submission/3747299_noms_3dmark11___performance_radeon_hd_6870_7373_marks/

http://hwbot.org/submission/3747303_

E o Firestrike que travou na hora de salvar o screenshot mas ficou a foto de registro com a pontuação apesar de ser inválido para fins de ranking.

E por fim, a tradicional galeria de fotos do hardware todo congelado!

E é isso pessoal! Um feliz 2018 a todos e vamos que vamos… Até a próxima! 🙂

3 comentários em “Ultima sessão de OC Extremo de 2017 – Resultados”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s